Em dezembro, próximo ao período de Natal e ano novo, muitos funcionários, clientes e parceiros sofrem com o acúmulo de atividades de final de ano. São balanços, atingimento de metas, reuniões, confraternizações de empresas e amigos secreto. Sem contar a exaustiva compra de presentes em lojas lotadas, as filas gigantescas dos supermercados para garantir as ceias, as reformas na casa para receber a família e as inúmeras contas que simplesmente “brotam” nesta época.

Com as agendas cheias e somadas às obrigações com familiares e amigos, corremos o risco de alguns funcionários interpretarem a confraternização de final de ano da empresa mais como uma tarefa do que um momento de lazer. Diante desta realidade, muitas empresas estão optando por substituir a tradicional festa de fim de ano, por eventos de início de ano, os também chamados kick-off. Ao participar de um evento em janeiro e fevereiro, por exemplo, as pessoas já estão mais descansadas e podem curtir mais este momento. Outro fato importante, em janeiro e fevereiro há uma disponibilidade maior nos locais de evento, e geralmente a locação e serviços são mais em conta.

Devemos considerar que nestes dois primeiros meses do ano muitos colaboradores saem de férias, impossibilitando a participação de todos nestas atividades. Tudo é uma questão de avaliar como é o ciclo de negócios e calendário de sua empresa. Se tudo conspirar a favor, por que não substituir a festa de final de ano por eventos nos dois primeiros meses?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *